Crônicas: Raridade é o Amor

Raridade é você encontrar alguém que é seu preferido e você ser o preferido desse alguém também. 

Somos mais de 7 bilhões de pessoas no mundo. Quando ouvimos isso até parece fácil encontrar sua "metade", sua "alma gêmea" ou "o amor da sua vida" (como quiser chamar). Mas a verdade é que a média de pessoas que realmente conhecemos e temos afinidade é 150. Isso é comprovado*. Ainda assim, pode parecer uma boa quantidade, mas leve em conta todas as características e "pré-requisitos" que você mesmo cria em sua mente. Some a isso o fato de que não basta ter todas essas características, você precisa sentir atração por essa pessoa, vontade de estar junto, a famosa química, entre outros fatores. Como se não bastasse, essa pessoa deve sentir o mesmo por você.

Deixando os números de lado e pensando apenas no lado romântico do assunto. É muito raro encontrar alguém que te faça se sentir bem e querer dividir momentos com ela, alguém que te desperte o desejo de ser melhor, te leve pra frente e cujos defeitos se tornam irrelevantes porque o bem que ela te faz é bem maior. Agora, imagina só, encontrar alguém, que é seu preferido e você é o preferido desse alguém também?

"As pessoas não se precisam,
elas se completam. Não por serem metades,
mas por serem inteiras, dispostas a dividir
objetivos comuns, alegrias e vida."
(Mario Quintana)



2 comentários :